Casa J Guerra, Seixas

A proposta de intervenção propõe um edifício de volumes e formas bastante simples, cruas/neutras de cor, que assenta parcialmente no orgânico e irregular do lote.
A intervenção passou ainda por propor um edifício simples e funcional, que aberto às vistas soberbas como referência da envolvente, passa a impor-se no local sem criar grande impacto volumétrico e estético, pela sua imagem estética simples e agradável, fortemente marcada pelo vidro, granito, madeira, rebocos e a possibilidade da utilização do alumínio “Alucobond”.
Em termos conceptuais definiram-se volumes simples e deslocados, com funções distintas, que se interligam através de palas e alpendres exteriores, que albergam as diferentes zonas da casa, relacionando-as.
Em termos de linguagem arquitectónica transparece para o exterior a preocupação de uma intervenção simples e moderna, capaz de valorizar o local e a intervenção, não deixando o projecto de arquitectura de respeitar o tipo de materiais da região e tirar partido das características da envolvente, possibilitando uma melhoria da imagem estética existente na envolvente e qualidade de habitabilidade aos seus futuros utilizadores.